PÁGINAS
  • 11:58
O município de Retirolândia-BA, promoveu pela segunda  vez esse  ano, o mutirão para o diagnóstico e tratamento do glaucoma. O evento aconteceu nesta segunda-feira, 21, no Centro de Saúde Fernando Presídio, garantindo atendimento a 430 pacientes, sendo 50 deles realizando a primeira consulta.
Cerca de 380 dos pacientes que já são acompanhados pelo programa, 88,13%, receberam o colírio, medicamento utilizado no tratamento.

Além de água mineral e cafezinho, a Secretaria de Saúde do município ofereceu lanche aos pacientes que se aglomeraram sob o toldo colocado em frente àquela unidade de saúde.
Para alguns pacientes, essa ação desenvolvida pela parceria Governo do Estado e a Prefeitura é muito importante. Para a cidadã conhecida como Lurdinha do Mingau, antes as dificuldades eram muito grandes, quando seu tio, idoso que é acompanhado pelo programa, tinha que ser levado para Santa Luz, por exemplo.
Para o Secretário Cláudio Inocêncio, Cacau, o custo dessa parceria para o município é relativamente baixo. Além do toldo, apenas a logística e alimentação para a equipe e apoio aos pacientes, são arcados pelo município.

A equipe formada por 1 médico oftalmologista, 3 técnicos em oftalmologia e um coordenador, garantiu o atendimento a todos com o suporte de Servidores da área de Saúde.
O coordenador, Bruno Conceição informou que o Glaucoma não tem cura e que os sintomas da doença são: Baixa Visão, Palpitação e  Dor nos Olhos. Ele disse ainda que o tratamento é à base de colírio que combate a doença  e baixa a pressão ocular.

Cada paciente deve passar por uma nova avaliação a cada 90 dias.


ASCOM
Reporte-nos algum problema! Ouvidoria