PÁGINAS
  • 12:48
Produtores da agricultura familiar de Retirolândia-BA, participaram de um evento sobre a implantação do SIM- Selo de Inspeção Municipal, na câmara de vereadores local na manhã desta quarta-feira, 14/06.
A iniciativa da Consisal que pretende apresentar a proposta aos chefes do executivo dos 21 municípios de sua área de atuação, tem como objetivo oferecer de forma individual o certificado de garantia e da qualidade dos produtos àqueles que fazem parte dos  grupos de produção, visando a inserção dos produtos nos mercados municipal e regional, sendo, neste caso, quando da criação do Selo dos 21 municípios da área.
O prefeito Vonte do Merim já sancionou uma lei, cujo projeto foi aprovado na câmara de vereadores recentemente, o que irá facilitar o ingresso dos produtores, visando garantir o benéfico.

O projeto, de acordo com o palestrante Carlos Alexandre, poderia ter virado uma realidade no ano passado, mas, de acordo com ele, não deram importância à proposta. O engenheiro agrônomo enalteceu a atuação do prefeito Vonte e a forma como tudo foi conduzido para o projeto virar uma realidade. "Vonte abraçou essa causa em favor dos produtores e do povo de Retirolândia", disse.

O município que será o responsável pela fiscalização sanitária e ambiental dos produtos, terá que dispor de uma equipe composta com profissionais como: técnico agrícola, engenheiro agrônomo e veterinário, além da equipe da secretaria de agricultura municipal. A inspeção estadual se dará se a Consisal aderir a um projeto do estado que pode auditar todo processo, mas, nessa situação, a competência é do município.
Para o Secretário Municipal da Agricultura, Gilson Euzébio Araújo Carneiro, esse é um passo muito importante dado pelo município em favor dos produtores que exercerão suas atividades de forma legalizada. O Secretário disse estar feliz com número de produtores participantes e com o interesse dos produtores na criação e adesão ao SIM.
Gilson disse que a lei municipal recém sancionada pelo prefeito Vonte será o caminho para indicar novos passos a serem seguidos pela Secretaria da Agricultura Municipal.

Para Tainá de Lima Matos, técnica do MOC-Movimento de Organização Comunitária, essa foi uma data importante para os produtores de Retirolândia que dispõem de 6 empreendimentos atuando com a produção de bolos, sequilhos e beijus. Outros grupos de produção estarão se organizando e deverão estar aptos para atuar no escoamento da produção.

Carlos Alexandre, disse que esse será um benéfico direto para a população com a abertura para a geração de emprego e renda. Segundo Alexandre, o registro do Selo abre portas para a produção, favorecendo a agricultura familiar.

Para o prefeito Vonte do Merim, o município não pode desperdiçar a oportunidade de fazer parcerias que favoreçam o desenvolvimento por meio da geração de emprego e renda para quem precisa e quer trabalhar. "Abracei essa causa por entender que é uma proposta que garante a qualidade dos produtos e facilita o escoamento. Essa lei vai possibilitar o aumento da produção  e a oferta dos nossos produtos, disse o prefeito".


ASCOM
Reporte-nos algum problema! Ouvidoria